Visconde de Mauá O Paraíso das Cachoeiras

Se você gosta de clima de montanha, boa gastronomia e passeios na natureza, Visconde de Mauá é o lugar ideal para passar alguns dias e recarregar as energias. O ritmo é tranquilo, bom para quem viaja em casal ou em família e a programação se divide em cachoeiras e restaurantes gostosos.

O destino fica entre os estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais e pertence ao município de Resende, no Rio. Primeiro, é preciso esclarecer que a região de Visconde de Mauá se divide em várias vilas e as três principais são: Mauá, Maringá e Maromba. Mauá leva a fama pelo nome, porém, apesar de ser uma gracinha, não tem muitos atrativos.

Subindo a serra por mais 5km, se chega a Maringá, a vila que tem mais opções de restaurantes e pousadas. Depois de 3km está Maromba, a mais roots e a que fica perto de grande parte das cachoeiras.

Trilha nas cachoeiras de Brumado, Paiol e Cinco Estrelas

Essa opção é para as pessoas que gostam de mais aventura. Essas três cachoeiras ficam na vila de Santo Antônio, a cerca de 22km de Maringá e são bem mais altas do que as cachoeiras das vilas. A do Brumado tem 90 metros de altura, a do Paiol, 120 metros e a Cinco Estrelas é a maior delas, com 200 metros.

É preciso fazer o passeio com um guia, já que o caminho só é feito com 4 x 4 e estar com preparo físico! Se informe no Centro de Informações Turísticas ou na sua pousada.

Além do Rio Preto, cortam a região os rios Marimbondo, Santa Clara, Flores, Alcantilado, Cruzes e Prata, formando seus respectivos vales

O primeiro os levará  às cachoeiras do Escorrega, Poção, Véu da Noiva e Santa Clara. São as cachoeiras mais conhecidas e procuradas. Dá para fazer esses passeios por conta própria: fazendo caminhadas a pé para algumas delas ou com veículos de traseira alta, tipo Fiat Uno.  Nem sempre as estradas estão em boas condições – às vezes estão péssimas.

Sobre algumas Cachoeiras de Visconde de Mauá

Escorrega – A 5,2km de Maringá e a 2,2km de Maromba, é um tobogã natural e o barato é descer de bunda, de peito ou de trenzinho nas ondulações na pedra. Há estrutura de bares e restaurantes. Nos fins de semana há uma feira de artesanato e o estacionamento é cobrado. Vá pela Estrada Maringá/Maromba até o ponto final. A estrada é bem estreita e pode ficar congestionada em feriados e finais de semana de alta temporada.

Poção da Maromba (foto no topo desta matéria) – Fica antes do Escorrega, na mesma estrada, a 1km da Praça da Maromba. Você verá um mirante à direita de onde já se vê o poção. Siga mais 100m por uma trilha que desce até o poção. Se quiser pular da pedra, ande um pouco mais e procure outra entrada à frente. O poção tem uma profundidade de 5m e uma pedra a 7m de altura que funciona como trampolim. Recomenda-se entrar na água antes de pular para checar o poço, pois o rio nunca é o mesmo.

Santa Clara – A água do Rio Preto corre por um paredão de 30m, formando uma ducha natural. Para chegar não é difícil. A cachoeira é uma das mais bonitas da região. Para chegar, pegue a mesma estrada, à direita haverá uma ponte sobre o Rio Preto, siga mais 500m, pegue a estrada à esquerda após uma bifurcação e siga mais 500m. Haverá uma trilha à direita. É só descer.

Véu de Noiva – é a mais próxima da Praça da Maromba. Depois de 500m tem uma bifurcação, vá à esquerda, suba 100m, pegue uma trilha à esquerda, siga mais 200m e chegará. A cachoeira tem 15m de queda.

Visconde de Mauá O Paraíso das Cachoeiras
5 (100%) 1 vote


Deixe uma resposta

WordPress spam blocked by CleanTalk.